Caso Eliza Samudio: Justiça nega pedido de hábeas corpus ao goleiro Bruno.


Nesta quarta feira 13, a justiça de Minas Gerais negou o pedido de  hábeas corpus para Bruno Fernandes, mais conhecido como goleiro Bruno,  acusado no envolvimento do assassinato de Eliza Samudio. Bruno cumpre prisão por ter seqüestrado a ex-namorada em 2009. 

Atualmente o goleiro Bruno esta cumprindo pena de 4 anos na  penitenciária Nelson Hungria na cidade de Contagem – MG,  e responde também na justiça pelo desaparecimento e morte de Eliza Samudio, sendo que até o momento o corpo da ex-namorada ainda não foi encontrado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *